sábado, dezembro 11, 2004

Imprensa: Lisboa tem metade dos sem-abrigo relativamente a 2002

Notícia do jornal Expresso, de 11 de Dezembro de 2004: Número dos sem-abrigo reduzido a metade - Lisboa tem menos metade dos sem-abrigo que tinha em 2000. Segundo um levantamento realizado pelo Departamento de Acção Social da Câmara de Lisboa, foram encontrados 432 sem-abrigo, quando há quatro anos eram cerca de mil as pessoas que dormiam nas ruas. Esta redução deve-se, explicou a vereadora Helena Lopes da Costa, ao facto de a cidade possuir hoje, entre serviços da CML, da Segurança Social e da Misericórdia, vários centros de acolhimento com camas para cerca de 400 sem-abrigo.
O inquérito revelou ainda que cerca de 30% destes cidadãos têm idades entre os 25 e os 34 anos e que a freguesia do Santo Condestável é aquela onde mais gente dorme nas ruas. A grande maioria (76%) dos sem-abrigo de Lisboa são homens e 24% são estrangeiros, sobretudo ucranianos e angolanos. Foram também identificados alguns dos problemas que mantêm estes cidadãos na rua. A toxicodependência, a prostituição, o alcoolismo e a imigração ilegal são os mais frequentes.

Mais notícias sobre este estudo nos links
Jornal Público e A Capital ou na Revista Tempo.